2 mercados que estão sendo transformados pelo TikTok

By 31 de maio de 2022 Blog

O TikTok está para se tornar este ano a terceira maior rede social do mundo, essa é uma previsão da empresa de pesquisa de mídia americana Insider Intelligence. Em abril de 2022, o painel de anúncios da própria plataforma mostrava que os profissionais de marketing poderiam atingir 970,2 milhões de usuários com 18 anos ou mais, sendo 43,3% deles entre 18 e 24 e 32,2% entre 25 a 34 anos. No Brasil são 73,6 milhões de usuários ativos com 18 anos ou mais. Mas por que esta plataforma está atraindo tanta atenção dos usuários, especialmente os mais jovens? 

A explicação está na experiência que a rede proporciona. O primeiro ponto é que o funcionamento do TikTok lembra o início da internet, quando a gente entrava em um determinado assunto e saia navegando até parar em outro completamente diferente do inicial, mas igualmente interessante. Pois bem, o algoritmo do Tiktok funciona parecido. Ele não entrega somente o que ele acha que você quer ver dentro de quem você segue, ele sai selecionando conteúdos de acordo com os vídeos que a pessoa mais interage, criando uma curadoria personalizada. Por exemplo, se você gosta de filmes e séries, ele vai buscar dentro desse segmento conteúdos de diversos criadores que tratem do tema de forma diferente: listas, reviews, dicas, trailers, bastidores…  Além disso, a usabilidade da ferramenta atraia demais, tanto para os criadores, que têm inúmeros filtros e possibilidades de edição, quanto para quem só navega. Dito isso, vamos às inovações.

Dancinhas e challenge

A indústria fonográfica foi uma das que mais sofreu o impacto gerado pelas redes sociais porque elas descentralizaram o controle e democratizaram o acesso. Se antes o que contava era a venda do disco, atualmente é fundamental ter streaming e visualizações, e hoje o TikTok tem um papel fundamental nessa estratégia. Ao perceber a força da plataforma, a indústria começou a agir. A Sony Music, por exemplo, tem um acordo de distribuição com a plataforma. O Ecad também tem contrato para repassar direitos autorais aos artistas. Mesmo os cantores independentes e menos conhecidos também usam a plataforma para alavancar suas produções. O exemplo mais recente é a banda curitibana Jovem Dionísio com a música “Acorda Pedrinho”, que viralizou no Tiktok e conquistou o primeiro lugar no Top 50 de músicas mais ouvidas no Spotify Brasil.

A martech brasileira Winnin fez um estudo que mapeou o impacto da plataforma no consumo de música on-line e conseguiu identificar as ações que ajudam as músicas a se tornarem viral. Tudo começa com a escolha do trecho da música que vai ser usada na plataforma com uma coreografia, uma dublagem, um cover ou um challenge. E aí onde entra o poder da comunidade do Tiktok, porque as pessoas começam a reproduzir a música em seus vídeos dançando ou criando uma nova trend com aquele som. As pessoas passam a ver aquela música em várias produções e vão em busca dela nas plataformas de streaming para escutar e assim nasce mais um hit.

Veja também: 3 tendências que fazem Anitta ser uma artista inovadora

O ranking das trends mais bem sucedidas no Brasil envolve coreografias, seguidas por challenges. Kevin O Chris foi um dos primeiros artistas brasileiros a criar uma música focada no Tiktok que virou hit em todo o país. Ano passado não teve uma pessoa que não tenha sido impactada pelo “E ela tá, tá movimentando”. E uma das grandes responsáveis por “Envolver”, de Anitta, chegar ao top 1 global este ano foi o challenge “El paso de Anitta”, que literalmente todo mundo tentou fazer.  O poder da ferramenta é tão grande que vários artistas, como Adele, Ed Sheeran e até a própria Anitta, estão reclamando da pressão das gravadoras por músicas que viralizem no Tiktok.

Fashion TikTok

A segunda indústria, que já vem passando por um processo de transformação profundo em várias frentes, e ainda precisa adicionar o TikTok nessa mudança é o segmento de moda. Na plataforma, a comunidade se encontra pela hashtag Fashion Tiktok, que acumula mais de 19 bilhões de visualizações, e tem o poder de propor novos estilos, potencializar marcas, apresentar novos estilistas e influenciadores e virar ponto de pesquisa de coolhunters e trendsetters fashion. De acordo com a própria plataforma, a relação entre TikTok e moda é impulsionada por dois fatores principais: uma nova forma de encarar o mundo e outra de criar e consumir conteúdo. Um exemplo disso é a hashtag #GucciModelChallenge, que começou como uma brincadeira entre os usuários e evoluiu até envolver a própria Gucci, com vídeos batendo mais de 600 milhões de visualizações.

Os dados da plataforma apontam que 3 em cada 4 pessoas que frequentemente usam o TikTok disseram já ter comprado um produto do universo fashion depois de ter visto algo sobre ele na rede social. 64% são roupas, 59% acessórios e 47% calçados. Tudo vira um ciclo completo que vai da descoberta até a compra, passando por reviews de produtos e criação de conteúdo, começando tudo de novo a cada descoberta. Os formatos favoritos do Fashion Tiktok são tutoriais (66%), Get ready with me (arrume-se comigo) (44%), DIY (faça você mesmo) (41%), lives (38%) e unboxings (37%). 

As pioneiras entre as grandes marcas que perceberam a influência do Tiktok para o mundo da moda estão a Saint Laurent e Louis Vuitton, que participaram de challenges, criaram conteúdos exclusivos e fizeram até uma espécie de semana de moda com desfiles ao vivo. A hashtag #FashionWeek obteve 3,1 bilhões de visualizações. Atualmente Ralph Lauren, Calvin Klein, Burberry, além das brasileiras Havaianas e Amaro estão produzindo material exclusivo para a rede social. Já entre os influencers destaques do Fashion Tiktok brasileiro estão Lelê Burnir e seu famoso “arrume-se comigo”; o Diego do Disfoggia, que faz análises de desfiles e editoriais e comenta tendências de moda; Amanda Pieroni, que fala sobre estilo e tem um quadro chamado “isso é estiloso ou só é estiloso porque ela é magra?”, em que prova roupas para mostrar as peças que vestem bem em todos os corpos e a estilista Juliana Santos, que produz vídeos de análise de looks e coleções e ainda mostra como confecciona seus vestidos de noiva e customiza peças. Vale a pena conferir na tag!

Existem muitos outros segmentos que precisam estar atentos ao TikTok. Comida no #FoodTok, livros com o #booktok e finanças com o #Fintok são outras áreas tradicionais que estão criando dinâmica própria na plataforma.

Fale com a Mescla

Para saber como a Mescla pode te ajudar, entre em contato através do nosso Whatsapp clicando aqui.  E se quiser receber a nossa mistura mensal de tendências e inovação, é só assinar a news.