Água e energia: inovações que estão impactando as áreas

By 25 de junho de 2021 março 24th, 2022 Blog

O Brasil está caminhando para mais uma crise hídrica que vai impactar diretamente no bolso de toda a população, já que a tarifa de energia elétrica deve aumentar 7%, em cima da bandeira vermelha, que já é a mais cara. Isso está acontecendo porque a matriz energética do país é baseada majoritariamente por usinas hidrelétricas e a escassez de chuva deixou o nível dos reservatórios muito baixo.  Por isso, é urgente buscar por alternativas que diversifiquem as fontes hídricas e energéticas, e são essas inovações, que estão surgindo ao redor do mundo, e foram mapeadas originalmente no estudo Alagoas para o Futuro, que traremos agora.

Baixe agora: Alagoas para o futuro

Geração de água potável

O primeiro exemplo vem de Israel. A WaterGen desenvolveu um sistema que produz água potável a partir do ar atmosférico. Uma única máquina é capaz de gerar até 6 mil litros de água potável por dia, dependendo da umidade do ar. Os equipamentos ainda usam energia solar para fazer todo o processo, adaptando-se aos recursos do local que é instalado. Algumas dessas máquinas estão sendo utilizadas para combater a falta de água potável na Faixa de Gaza!

 

Já a empresa alemã Aqualonis, criou a Cloud Fisher, que coleta água através da neblina. A estrutura é composta por uma malha 3D, que em contato com a névoa capta as gotas de água e as armazena em reservatórios. A empresa tem essas estruturas instaladas em países como Bolívia, Marrocos e Kenya e no estado da Califórnia.  

 

Uma outra inovação, desta vez no setor público, vem de Singapura, que implementou um sistema de coleta urbana de água da chuva em larga escala para usar no abastecimento da população. O plano de economia de água lançado em 2017 prometia reduzir o consumo de água de 151 litros por pessoa por dia para 147 litros até 2020. Atualmente, o país já trabalha na primeira instalação de tratamento de água e resíduos integrada do mundo, e tem previsão para ser concluída em 2025. Com esta inovação, Singapura ajuda a resolver pelo menos três grandes problemas: o abastecimento de água, o uso eficiente desta água e a diminuição da ação do homem no meio ambiente.

Veja também: Inteligência Artificial na produção criativa

Energia renovável

Placas de geração para energia solar

Agora falando sobre energia, a primeira inovação vem da Lituânia, onde a WinPower quer tornar a energia renovável acessível a todos. A empresa oferece uma plataforma de negociação de energia verde baseada em blockchain, que conecta os produtores de energia renovável diretamente aos investidores. Já na Alemanha, a empresa Sonnen Energy permite que os moradores que usam energia solar formem comunidades e vendam energia excedente entre si. As iniciativas tornam a energia verde mais acessível e eficiente.

 

E quando se fala em energia renovável, quem está na vanguarda é a Costa Rica. O país está comprometido em se tornar a primeira economia descarbonizada do mundo, propondo-se a atingir um mix de energia 100% renovável até 2030. A proposta é além de se livrar dos combustíveis fósseis, também banir plástico descartáveis do país. Um desafio grande, mas que está sendo levado bem a sério pelo governo e pela população. 

Fazenda de energia solar em Palmeira dos Índios

Fazenda de energia solar em Palmeira dos Índios/ AL

Por fim, uma informação sobre Alagoas. O estado conta com uma usina fotovoltaica, instalada no município de Palmeira dos Índios. Além disso, já há empresas na capital Maceió que instalam energia solar em residências.