Setores da indústria usam biodados para gerar serviços personalizados

By 29 de setembro de 2021 Blog, Radar, Tendência

Serviços de biodados são aqueles que utilizam informações genéticas para ofertar serviços ultra personalizados. Alguns dados mostram que a procura por exames de DNA vem crescendo em todo o mundo. Em 2019, por exemplo, mais de 25 milhões de consumidores fizeram testes para investigar a ancestralidade e as questões relacionadas à saúde, segundo dados do MIT. Além disso, um relatório da Transparency Market Research apontou que o mercado global de kits de teste de DNA  foi avaliado em $747 milhões de dólares, com projeção de se expandir mais de 23% até 2027.

Com informações tão individuais acessíveis, surgem várias inovações que utilizam esses dados para proporcionar serviços únicos, e diversos setores já estão atentos a isso, como a indústria alimentícia, de saúde, turismo, beleza e, até, dos pets.

 Veja Também: A personalização em escala já é realidade em diversos segmentos

O primeiro exemplo de inovação vem dos Estados Unidos e é o teste SkinCareDNA. A partir de uma amostra de saliva, o teste examina os principais marcadores genéticos, como o enrugamento, a elasticidade, a pigmentação, o colágeno e os antioxidantes. Com esses dados é gerado um relatório para definir as melhores soluções antienvelhecimento de forma super personalizada.  Já no universo dos pets, a empresa HomeDNA Direct,  disponibiliza testes de DNA animal que ajudam seus tutores a conhecer melhor as necessidades alimentares do bichinho, identificar alergias e doenças. Tudo para ter informações suficientes para melhores tratamentos.

A próxima inovação tem potencial de colocar os aplicativos de relacionamentos no passado. O Gene Partners é um serviço de DNA que afirma poder combinar casais com base na genética. Com sede em Tóquio, a empresa analisa genes do antígeno leucocitário humano (HLA) entre homens e mulheres, e quanto maior for a diferença entre a composição desses genes HLA de duas pessoas, maior a probabilidade de que se considerem atraentes. Outra empresa que está apostando na formação de casais é a GeneMate, que fica em Cingapura. Foi através dos dados biológicos usados em transplantes de órgãos, que a empresa desenvolveu um algoritmo exclusivo que avalia a compatibilidade natural, auxiliando tanto na busca de parceiros como na procura por amigos. 

Uma outra inovação é a utilização dos testes genéticos para ajudar a escolher remédios contra ansiedade e depressão. A partir da análise do DNA do paciente, é possível identificar alterações que podem impactar na resposta dos medicamentos, nos efeitos colaterais e até verificar se interações medicamentosas e hábitos de vida, por exemplo, podem interferir no sucesso do tratamento.

Veja Também: Gestão de dados na saúde: prevenção e economia

Shake geneticamente personalizado – NGX

Já imaginou uma dieta geneticamente formulada para você? A NGX desenvolveu o primeiro shake de refeição geneticamente personalizado do mundo. A bebida pode ser incluída no café da manhã ou se tornar um lanche e contém todos os nutrientes essenciais ultra personalizados. 

Mas o projeto mais inovador e ousado até aqui é o Sushi Singularity. Criado pela foodtech japonesa Open Meals, o restaurante fica em Tóquio e usa amostras biológicas do cliente para avaliar suas necessidades nutricionais e preparar um sushi único para cada pessoa. Além disso, a refeição é impressa em 3D e a produção é feita por braços robóticos. Para ter essa experiência é preciso planejar-se com antecedência, ou seja, assim que a reserva é confirmada, o restaurante envia um kit para que o cliente colha e envie amostras do seu DNA, pelo menos duas semanas antes da data marcada.

A experiência de refeições feitas baseada em mapeamento genético já chegou ao mainstream. Uma emissora de TV canadense exibiu a série DNA Dinners, onde 16 participantes realizavam o teste de DNA para descobrirem suas ancestralidades. A partir daí, o participante experimenta pratos típicos da sua cultura de origem e aprende técnicas culinárias de sua herança genética. Em um dos episódios, a ancestralidade investigada é de uma brasileira. 

Veja Também: Materiais Inteligentes: o futuro das indústrias

Além dessas inovações, já existe disponível há alguns anos empresas como a Go Ahead Tours, que trabalham o turismo ancestral, ou seja, através de um teste de DNA a pessoa descobre sua origem e pode ir visitar os locais onde seus antepassados viveram. Outro serviço também mais conhecido é o mapeamento genético para nutrição ou atividade física personalizada, ou seja, os genes indicam qual a dieta e o esporte mais adequado para cada pessoa. Aqui no Brasil, a Biogenetika disponibiliza esses testes.