Gestão de dados na saúde: prevenção e economia

By 20 de janeiro de 2021 Blog, Radar, Tendência

Não é de hoje que se escuta que investir em prevenção da saúde é mais econômico e eficaz. Mas, foi a digitalização e a conectividade que tornaram este processo muito mais fácil e acessível. Falando sobre as inovações na saúde preventiva, uma das tecnologias que está sendo utilizada nesta área de forma revolucionária é a inteligência artificial. Neste caso, ela consegue detectar e diagnosticar problemas de saúde antes mesmo que eles surjam. Um exemplo desta aplicação é a do laboratório britânico DeepMind, que se juntou ao Google para criar algoritmos capazes de diagnosticar doenças oculares em seus estágios bem iniciais, o que pode evitar que muita gente acabe perdendo a visão. 

|Veja Também: 6 visões do futuro da saúde

App Changing Health

Há também as inovações que focam na prevenção para diminuir custos com tratamentos. É o caso da Changing Health, que ajuda na mudança de comportamento das pessoas com risco de desenvolver diabetes tipo 2. Já trazendo para um contexto de saúde pública, a American Medical Association, vendo os altos custos do sistema de saúde dos Estados Unidos, criou uma ferramenta que permite calcular a economia de custos médicos com o Programa Nacional de Prevenção de Diabetes. Formas de utilizar os dados para influenciar pessoas e governos.

E por falar em inteligência de dados na gestão de saúde, um exemplo atual e inovador é o da Universidade Johns Hopkins, que criou o Coronavirus Resource Center. Um rastreador que fornece acesso público aos dados, recursos e análises de testes da covid-19, retratando quase em tempo real o avanço global da doença. O site é um recurso para ajudar a melhorar o entendimento do vírus, informar a população e gestores públicos, a fim de orientar uma resposta, melhorar o atendimento e salvar vidas ao redor do mundo.

|Veja Também: O impacto da pandemia coronavírus nas inovações

Outro grande exemplo de inteligência na utilização dos dados, é a criação de tantas vacinas contra o coronavírus em um espaço tão curto de tempo. A quantidade de dados acessíveis simultaneamente sobre o mesmo tema permitiram que se criassem imunizantes que demonstrassem eficácia. 

Essa emergência sanitária transformou a saúde em vários outros níveis. E com ela surge a pergunta: quais inovações ou mudanças que foram adotadas ao longo da pandemia em relação ao setor de saúde que permanecerá?

Esse assunto faz parte do estudo Alagoas para o futuro, que a Mescla desenvolveu e disponibilizou gratuitamente para download no site www.alagoasparaofuturo.com.br